quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

EU SÓ QUERO UMA VIDA NORMAL. NEM LEVE, NEM PESADA DEMAIS, APENAS DO TAMANHO DA FORÇA DE MEUS OMBROS.