quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Vai. Me esquece. Fica longe. Mas quando eu me acostumar, por favor, não volta.